Aniversário

Hoje faço 18 anos. Nada mudou dos 17 para os 18. Não sinto-me mais velha, nao me sinto diferente. Não sinto absolutamente nada. É estranho, devo dizer. A vida passa, passa e passa. Cada vez mais depressa. A velocidade aumenta. Nao sabemos qual é o nosso objectivo e o tempo passa e nao notamos. Vemos aqueles que gostamos - aqueles que realmente gostamos - a ficarem com outras pessoas e a nao olharem para nós. Mesmo que nós estejemos a gritar para eles, eles nao ouvem. Devem ter ficado surdos... Hoje, quero ter um bom dia. Não uma ilusão, não uma mentira. Quero ter um bom dia de verdade. Quero rir-me, quero sentir-me feliz. Hoje é o meu dia. Mereço, mesmo que seja apenas neste dia. Neste unico dia. Este unico dia que é só meu....

Contudo, este dia... este dia que eu tanto quero. Este nao é o dia. Este não é o momento. Este é sem dúvida o meu destino. Ficar a olhar e nada fazer. Ficar a olhar e a chorar. Até neste dia... Incrivel. Perdida, algures. Nem eu consigo encontrar-me. Nem eu sei o que fazer. Peço para me guiarem. Apenas ouço 'não!'... Acho a vida injusta. Acho que estou a cair...


Perdida, já nao me conheço. Já nao sei o que sou. Já nao sei o que fazer. Quero fugir? Uma parte de mim realmente quer desaparecer. Quer fugir para longe, desaparecer. Mas a outra - que tambem é a mais forte - nao me deixa. É a outra que me agarra. Mesmo quando estou a chorar, mesmo quando tou prestes a cair... Ela agarra-me e nao me deixa fugir. Mas mesmo assim.. sinto-me bastante agoniada, sinto-me bastante solitária...

E entao assim passo o meu dia de anos. Tento arranjar maneira de conseguir equilibrar o bem com o mal do meu ser. O meu coraçao partido que tem muito medo e o meu corpo que é muito inseguro. Qual deles o pior? eu....

A vida é triste, mas mesmo assim seguimos em frente. Mesmo que momentos sejam parecidos, nunca sao iguais. Incrivelmente, ainda nao sei o que fazer. Sou nova. 18 anos é apenas o inicio duma vida cheia de mistérios e aventuras...

Apenas quem me dera deixar de ser tao romantica.... apenas.

 

(texto escrito a 18 de Dezembro de 2009, dia em que fiz 18 anos.)



16h55 |




What's goin' on with me?

Olá.

Não estou no meu melhor, sem dúvida que não. Arrebentei e disse tudo. Explodi. A vida está dificil e, com o passar do tempo, sinto que ela tambem é injusta. Sinto que ela está a pisar-me e a pisar-me e a pisar-me cada vez mais. Já nem consigo olhar para o céu - ela nao me deixa. Dizem-me que a vida irá melhorar, que um dia... um dia. um dia.... começo a odiar estas palavras. 'um dia'. Quando me dizem isso.. 'um dia, iras encontrar alguem.' 'um dia, vais ser importante para alguém.' 'um dia...' 'um dia...' Acho incrivel como muitas vezes nao percebem que nao acredito nesses 'um dia'. Não consigo acreditar, a vida foi demasiado cruel comigo para acreditar em tal coisa. Acredito que irei conhecer alguem que irá me sentir mais feliz do que ele faz, mas nao me falem em 'um dia..' lembro-me em contos de fada, daqueles que sao tao perfeitos, tao bonitos, tao reais... que se tornam mentiras e que irreais! Na vida real, isso nao acontece! esse 'um dia, iras encontrar o teu principe!' é mentira! É!! Principes e princesas de contos de fada nao existem e muito menos coisas como finais felizes ou felizes para sempre NÃO EXISTEM! Sao todos uma ilusão... uma ilusão grande e ireal. nao quero isso neste momento. nao quero mesmo...

 

Talvez um dia realmente encontre alguem e talvez um dia eu ganhe forças e me enfrente... Talvez. (outra vez?....)



17h49 |




[ página principal ]